Turismo Sustentável

A criação do Grupo de Trabalho de Turismo Sustentável pela Quercus visa promover a qualidade ambiental nas atividades turísticas, distinguindo-as através de um sistema que apoie e certifique os diferentes operadores em Portugal. Assim sendo, este projeto, tem o objetivo de enquadrar os processos de qualidade na prestação de serviços de agro e ecoturismo, reconhecendo o aumento da procura das atividades que não agridam o meio ambiente e conservem o respeito pela cultura, património e biodiversidade dos diferentes destinos.

O grupo de trabalho de Turismo Sustentável tem como objectivo estudar e implementar mecanismos que promovam, sensibilizem e orientem os estabelecimentos turísticos em espaço rural e natural, para a utilização cada vez maior de critérios de sustentabilidade.

Iniciamos campanhas, projetos e parcerias junto dos actores do sector turístico e junto da população em geral que conduzam a práticas mais sustentáveis e menos impactantes no âmbito da atividade do turismo.

Os nossos valores passam pela constituição de uma ou mais equipas de trabalho gerida(s) pelo compromisso e profissionalismo, pela ética e integridade.

Contribuir para a melhoria das boas práticas ambientais dos players do turismo:

 

a) Na promoção da eficiência energética e poupança de energia nos edifícios.

b) Na redução da produção de resíduos e promoção da reciclagem.

c) Na promoção da utilização de energias renováveis.

d) Na redução da pegada ecológica dos alimentos através da utilização de produtos locais e de preferência biológicos.
e) Na verificação da capacidade de carga dos ecossistemas para visitação no caso do turismo de natureza.

 

No recente século, reconhece-se o turismo como uma das mais relevantes atividades económicas mundiais. Este novo paradigma da atividade turística leva ao aumento da consciencialização dos operadores / investidores turísticos na direção da preservação dos recursos e património naturais. Neste contexto, o desenvolvimento das atividades turísticas tendo em conta o tema da sustentabilidade evidencia-se atualmente como um fator indissociável do setor, reunindo as três grandes premissas: o Ambiente, a Economia, a Sociedade, na garantia de que é necessário cumprir com cada uma delas, vetorizando de forma positiva todas as componentes. De forma mais concreta, as atividades turísticas tendo em conta o desenvolvimento sustentável, devem procurar por encontrar benefícios sociais, económicos e ambientais para as comunidades e regiões onde se enquadram, funcionando como elemento minimizador de impactos ambientais e sociais elevados.

 

Embora a preocupação ambiental no desenvolvimento das atividades turísticas seja já uma realidade, existe uma lacuna de informação no que se refere à orientação do turista na procura por locais “amigos do ambiente”. Os hábitos de consumo tendem a alterar-se e o turista procura atualmente espaços com dinâmicas ambientais, sociais e culturais diversificadas. Assim sendo, no futuro, o fator ambiental e cultural, a sustentabilidade de toda a região e o sentimento de verdadeira experiência irá ser diferenciador e funcionará como um catalisador na procura por determinada região. Neste contexto, pretende-se que o turismo em espaço rural possa dinamizar as regiões de baixas densidade, apoiando-se nas dinâmicas comerciais de produtos locais que possam “enriquecer” a experiência do turista e consequentemente todos os quadrantes sociais da região.

 

Quercus

Turismo Sustentável ® Todos os direitos reservados

Site criado por Available & Incredible